CCBot/2.0 (http://commoncrawl.org/faq/)
Bem Vindo ao POL > Poconé On Line, www.poconeonline.com Portal Internacional do Pantanal, luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 23 de Agosto de 2014 | 10h08

Policiais deflagram operação contra tráfico em MT

2281 visualizações

Forças policiais de Mato Grosso voltaram a intensificar o combate ao tráfico de drogas na região fronteiriça com a Bolívia nesta semana. Como parte da Operação Gênesis que está em sua 3ª edição, cerca de 250 profissionais da segurança pública do Estado estão atuando na região de Cáceres (225 Km a oeste de Cuiabá) e cidades vizinhas da região oeste que fazem divisa com o país vizinho, consideradas as principais rotas de entrada de droga boliviana no Brasil. O intuito é impedir a ação de traficantes que utilizam não só a via terrestre para transportar a droga, mas também os transportes aéreos e fluviais. A faixa de fronteira do Brasil é a principal rota de entrada de drogas e armamentos que abastecem os grandes centros urbanos.

De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), durante uma semana os agentes das polícias Militar, Civil, Federal, Rodoviária Federal, Ambiental, Grupo Especial de Fronteira (Gefron) entre outras instituições, percorrerão os 983 quilômetros de fronteira, sendo 233 de área alagada que faz divisa com a Bolívia. De acordo com o secretário de Segurança Pública (Sesp), Diógenes Curado Filho, o foco da operação é a prevenção, por isso o objetivo não é apreender, mas evitar que a droga entre em Mato Grosso, “por isso a importância dessa força tarefa‘,disse Curado.

Além de ser usadas para a entrada de drogas no Estado, as estradas vicinais conhecidas como “cabriteiras” abertas na região também são usadas para para tráfego de veículos roubados e furtados que são levados para a Bolívia e trocados por entorpecentes. Dessa forma, a força-tarefa monta barreiras de patrulhamento terrestre móveis e fixas em pontos estratégicos, além de contar com apoio de helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) que
atuam no monitoramento do espaço aéreo e também no deslocamento.

Conforme o coordenador da operação e comandante do Gefron, tenente coronel Newton Vasconcelos de Brito Junior, durante a operação serão intensificados os trabalhos de fiscalização nas estradas, que previnem os crimes de roubo e furto de veículos, evasão de divisa, contrabando, descaminho. “Ao longo da operação, policiais, bombeiros, militares e profissionais das áreas de saúde animal irão desenvolver trabalhos preventivos e repressivos nas rodovias estaduais e federais que percorrem toda faixa de fronteira, que compreendem 28 municípios, dentre eles Porto Esperidião, Vila Bela da Santíssima Trindade e Barão de Melgaço.

Órgãos como Corpo de Bombeiros, Ministério Público Estadual (MPE), Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Exército Brasileiro e Marinha do Brasil, Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e Ministérios do Trabalho e da Agricultura também dão suporte à operação.

Na operação Gênesis 2, realizada em 2011, 37 instituições municipais, estaduais e federais participaram da força-tarefa desencadeada durante 14 dias. O saldo final foi de 116 pessoas presas, além da apreensão de 77 armas e 677 munições, 11 veículos recuperados, 63 flagrantes registrados, 5.620 veículos abordados, 12.290 pessoas vistoriadas, 41 mandados de prisões cumpridos, 66 notificações realizadas, 499 estrangeiros abordados, 831 CDs e DVDs contrabandeados. Também foram apreendidos R$ 6.440, além de 1.545 dólares, 479 em peso boliviano e 30 celulares e cumprimento de 50 mandados de busca e apreensão.
Fonte: Da Redação
 

Comentários

Outras Notícias