Bem Vindo ao site Poconé On Line o Portal Internacional do Pantanal. email luisfernando@poconeonline.com
Poconé - MT, 23 de Maio de 2018, 04h57   |   Tempo: Mín. ºC | Máx. ºC
Facebook WhatsApp
(65) 9998-1070

WALNEY COBRA AVALIAÇÃO DA DEFESA CIVIL EM ESTRUTURAS PREDIAIS URBANAS COM RISCOS DE DESABAMENTO

ESTRUTURAS ANTIGAS PODEM DESABAR EM POCONÉ

1348 visualizações
Câmara dos Vereadores se mostra preocupada com residências e moradores próximos a estruturas prediais antigas que oferecem riscos a população
Antiga estrutura de uma Caixa d’água na Rua Joaquim Murtinho esquina com Coronel Manoel
Antiga estrutura de uma Caixa d’água na Rua Joaquim Murtinho esquina com Coronel Manoel

Em Poconé, cidade distante 100 quilômetros ao sul de Cuiabá, capital de Mato Grosso, algumas estruturas prediais antigas estão oferecendo riscos a famílias que residem em suas proximidades.

“Moro aqui com medo dessa caixa d’água cair”, lamenta a senhora Carmem, uma moradora da Rua Joaquim Murtinho.

Preocupados com essa situação os vereadores de Poconé aprovaram uma indicação do Vereador Walney Rosa do PV que já foi encaminhada ao Secretário Adjuntos de Proteção e Defesa Civil de Mato Grosso: Abadio José da Cunha Junior - Ten Cel QOBM e ao Prefeito Atail Amaral, com cópia para Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC).

Na indicação o parlamentar solicita “para que viabilizem parecer técnico sobre estruturas físicas existentes no município que ‘a principio’ estão oferecendo risco à população e que sejam tomadas providencias sobre as respectivas estruturas. Entre elas: Caixa d’água na Rua Joaquim Murtinho esquina com Coronel Manoel; Caixa d’água na Avenida Aníbal de Toledo, Bairro Cruz Preta; Prédio do antigo hospital da Sociedade Beneficente Poconeana; Prédio a frente do Aeroporto Municipal; Entre outros dependendo da disponibilidade da equipe.

Na justificativa Walney Rosa esclareceu: “Estruturas prediais estão a tempos sendo desgastadas pelo tempo e precisam de um parecer técnico para tomadas de providencias”.

“Temos que evitar tragédias, mas só podemos tomar providência após o parecer técnico: preservar o que precisa ser preservado, reformar o que ainda tem condições de manutenção e demolir o que tiver de demolir. Para isso temos que aguardar o parecer da Defesa Civil e COMPDEC”, defende o vereador.

Fica agora a cargo do executivo municipal, da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) e da Defesa Civil de Mato Grosso tomarem providências.