Vendas em shoppings no Natal têm maior alta desde 2014, com juro menor e melhora no emprego

0
94
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

As vendas nos shopping centers brasileiros no Natal de 2019 foram 9,5% maiores do que no ano passado, segundo dados da Alshop, associação dos lojistas desses centros comerciais, compilados junto com o instituto de pesquisas Ibope. Os dados não consideram a inflação no período.

“Temos que festejar o Natal de 2019. O resultado foi muito positivo”, disse Nabil Sahyoun, presidente da Alshop, para quem a temporada de vendas natalinas deste ano foi a melhor desde 2014.

O bom resultado das vendas natalinas ajudou a elevar a projeção de vendas para o ano inteiro. A projeção inicial era de uma alta de 5,5% nas receitas do setor em 2019. Com o resultado do Natal, o ano deve fechar com uma alta de 7,5%. Foi o suficiente para um faturamento de R$ 168 bilhões.

Os dados da Alshop foram compilados numa base de 30 mil lojistas sediados em 762 shopping centers Brasil afora entre os dias 1 e 20 de dezembro.

No comércio como um todo, a expectativa é que as vendas neste fim de ano tenham a maior alta em sete anos, segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Para Sahyoun, por trás do bom resultado está a melhoria na confiança dos consumidores com os rumos da economia explicada em indicadores como a queda na taxa de desemprego e da taxa básica de juros, a Selic, que está na mínima histórica — 4,5% ao ano.

O movimento deve continuar nos próximos dias com a temporada de liquidações.

“Deveremos ter do dia 26 até o dia 31 um movimento bom pós-Natal. Muitas pessoas que receberam presentes vão trocar. Além disso, muitas famílias deixam para comprar presentes agora nas liquidações feitas pelos grandes magazines. Os shoppings vão continuar cheios”, diz.

Para o Natal deste ano, o setor criou 103 mil empregos temporários — 40% de aumento em relação a ano passado. Neste ano, 12 shopping centers foram inaugurados no Brasil.

A projeção para as vendas no varejo em 2020 também é positiva por causa da continuidade da agenda de reformas econômicas para simplificar o dia a dia das empresas brasileiras, como a administrativa e a tributária. Os números para o setor devem ser divulgados em abril do ano que vem.

O faturamento do comércio eletrônico no período teve um crescimento de 15%, sem considerar a inflação, segundo a mesma pesquisa da Alshop. As receitas somaram R$ 61,2 bilhões, num total de 137 milhões de pedidos.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui