Viaturas ‘lotam’ bares em Cuiabá em ação contra aglomerações e proliferação do Coronavírus

    0
    107
    Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

    Isabela Mercuri

    A Polícia Militar, Polícia Civil, Procon e outras instituições estiveram em bares e restaurantes da capital na noite da última sexta-feira (20), realizando uma ação preventiva e informativa sobre as novas regras que visam diminuir o contágio do novo Coronavírus (COVID-19). Circularam pelas redes sociais fotos de locais como Choppão com diversas viaturas na porta
    A ação visava fiscalizar o cumprimento do decreto firmado pelo governador Mauro Mendes, que estabelece a redução da disposição em bares, restaurantes e similares. A determinação do Governo de Mato Grosso diz que tais estabelecimento deverão ter lotação máxima de 50% de sua capacidade, atendendo ao distanciamento mínimo de 1,5m e as demais normas sanitárias. Agora, trata-se de uma ação preventiva. Porém, a partir de segunda-feira (23.03), a operação será estendida para todo o Estado e segue com mais rigor, quando poderão ocorre sanções, incluindo o fechamento das unidades que descumprirem o decreto.

    Apesar deste decreto mais ‘brando’ do governo, no final da tarde da última sexta-feira (20) o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, emitiu outro decreto, este obrigando todos os bares, restaurantes e similares a fecharem as portas a partir da próxima segunda-feira. Eles só poderão operar com sistema delivery. Ficam fora da regra supermercados, farmácias e clínicas médicas.

    Fernando Andrade, proprietário do Choppão, esclareceu sobre as imagens que circularam nas redes: “O Procon veio aqui no restaurante Choppão fazer uma fiscalizações, inclusive confirmando o fechamento na segunda-feira. Eu fiz questão de solicitar a eles que eu fosse entrevistado porque eu falei que só aquelas imagens com quatro viaturas e pelo menos 15 policiais dentro do restaurante e parado em frente ia parecer que eu estava cometendo um crime. Então eles vão circular aí pela cidade”, afirmou, em um áudio.

    O decreto do prefeito Emanuel Pinheiro também determinou a suspensão do transporte público na cidade. Entre as medidas anunciadas estão o home office para servidores municipais que prestam serviços administrativos para prefeitura, a suspensão de 100% do serviço de transporte coletivo, além do fechamento, de quase todos estabelecimentos comerciais da capital, como shoppings, restaurantes, bares, e academias até o dia 5 de abril, podendo ter o prazo prorrogado. Igrejas também devem ser fechadas.
    Segundo o prefeito, só estão permitidos os servidos como os de mercados, clínicas, hospitais públicos e privados, além de postos de combustíveis. As lanchonetes e restaurantes só vão poder oferecer o serviço de delivery.

    Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui