Médico que teria tratado paciente que morreu em MT com suspeita de Covid-19 diz sofrer ameaças

0
31
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Da Redação – Vinicius Mendes

O médico José de La Bandeira, de Tangará da Serra (a 241 km de Cuiabá), que disse ter tratado de um paciente que morreu neste domingo (29), no município de Nova Olímpia, com suspeita de coronavírus, disse estar sendo perseguido e ameaçado após “mostrar a situação como é a realidade do trabalho da equipe de saúde hoje no Brasil”. Em seu perfil no Facebook ele afirmou que os resultados dos exames para coronavírus do paciente, um idoso de 64 anos, ainda não chegaram.

Leia mais:
Fórum Sindical sugere suspensão de VIs, de isenções fiscais e renda mínima para desafogar economia

Neste sábado (28) ele fez uma postagem no Facebook dizendo que não estava podendo atender ninguém, pois estava tratando de um paciente com “forte suspeita de estar com o Covid-19”.

O paciente em questão seria um homem de 64 anos, com doenças crônicas. O idoso realizou os exames, mas o diagnóstico não foi fechado pois os resultados que confirmarão a doença ainda não chegaram.

“Rezem por todos os que estão comigo aqui nessa luta de risco. Rezem. Uma corrente de oração. Sr de 64 anos .Com doenças crônicas com todos os exames pra Corvid-19. Por favor vamos fazer uma corrente de oração. Calma gente não é em Tangará”, disse o médico.

Neste domingo (29) o meédico divulgou um comunicado da Secretaria de Saúde de Nova Olímpia, informando sobre o  falecimento do senhor Francisco Gonzaga, (64). Um pouco depois o médico fez outra postagem relatando que estaria sendo perseguido.

Segundo ele, estariam lhe ameaçando e “forçando para que parasse”. La Bandeira, porém, afirmou que não irá parar de divulgar a situação da saúde pública no Estado.

Leia o que disse o médico:

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui