Número de casos confirmados de coronavírus continua subindo e chega a 1.744 em MT

0
42
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Da Redação – Carlos Gustavo Dorileo

Foto: Reprodução

O número de casos confirmados de Covid-19 em Mato Grosso continua subindo e chegou aos 1.744 nesta terça-feira (26), segundo o levantamento divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado. A pasta também registrou 43 mortes, sendo que a última delas foi registrada no município de Juara ontem.

Somente nas últimas 24 horas, surgiram 151 novas confirmações em Alta Floresta (3), Alto Araguaia (2), Barra do Garças (1), Cáceres (1), Campo Novo do Parecis (1), Campo Verde (6), Canarana (1), Confresa (4), Cuiabá (46), Dom Aquino (1), Guarantã do Norte (2), Juara (1), Juscimeira (1), Lucas do Rio Verde (2), Matupá (1), Nobres (3), Nossa Senhora do Livramento (1), Nova Mutum (2), Nova Santa Helena (4), Novo Mundo (8), Peixoto de Azevedo (4), Pontes e Lacerda (1), Primavera do Leste (4), Rondonópolis (6), Rosário Oeste (2), São José dos Quatro Marcos (1), Sinop (2), Sorriso (4), Tangará da Serra (5), Tapurah (1), Várzea Grande (23), Vila Bela da Santíssima Trindade (1), Vila Rica (4) e municípios de outros estados (2).

Dos 1.744 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 1.022 estão em isolamento domiciliar e 566 estão recuperados. Há ainda 113 pacientes hospitalizados, sendo 64 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 49 em enfermaria.

“Temos EPI’s para enfrentar essa pandemia por até 6 meses”, garante Mauro Mendes

Da Redação – Érika Oliveira Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

“Temos EPI’s para enfrentar essa pandemia por até 6 meses”, garante Mauro Mendes
Mato Grosso recebeu na tarde desta terça-feira (26) milhares de equipamentos hospitalares e e de proteção que serão utilizados na rede estadual de Saúde, no enfrentamento a pandemia do coronavírus. Ao todo, são 120 respiradores, além de macacões, protetores faciais, máscaras cirúrgicas e do tipo N95 e 215 monitores. O governador Mauro Mendes (DEM) esteve pessoalmente no Aeroporto Marechal Rondo para receber o carregamento e disse que o Estado, agora, terá capacidade de enfrentar a Covid-19 por até 6 meses, caso necessário.

“Nós temos EPI’s para enfrentar essa pandemia por até 6 meses se for necessário. Estamos fazendo todo esse trabalho, o secretário Gilberto e sua equipe estão de parabéns, existe uma força-tarefa no Governo, muita gente envolvida nisso para que nós possamos atender bem a população nesse momento de dificuldades. Nós vamos continuar a ampliação de leitos, para que com os leitos disponíveis nós possamos tocar a nossa vida”, disse o governador.

Os equipamentos foram comprados na China e custaram R$ 7,3 milhões. Do total de respiradores, 100 são para Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) no valor de US$ 13,4 mil, cada um, que corresponde a R$ 68,4 mil, da época da compra. O valor total pago pelos aparelhos foi de R$ 6,8 milhões (US$ 1,3 milhão).

No total, Mato Grosso adquiriu 120 respiradores, 215 monitores, 40 mil macacões de proteção, 5 mil protetores faciais, 500 mil máscaras cirúrgicas, e 50 mil do tipo KN95, que serão destinados às unidades hospitalares estaduais.

O Estado também comprou 20 ventiladores para transporte de emergência, ao custo unitário de R$ R$ 25,5 mil, o que totalizou uma compra de R$ 510,6 mil. Neste caso, a diferença chega a ser 11,1% menor, em relação a outros Estados.

Estado vai chamar prefeituras para discutir possibilidade de retomada das aulas

Da Redação – Érika Oliveira Foto: Reprodução

Estado vai chamar prefeituras para discutir possibilidade de retomada das aulas
O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que entrará em contato com prefeitos nas próximas semanas para discutir a possibilidade de retomada das aulas pelo menos nas cidades em que ainda não há casos de Covid-19. As aulas da rede estadual estão suspensas desde março.

“Hoje nós conversamos sobre isso no Comitê do Covid, é um tema que nos preocupa. Nós sabemos da importância do ano letivo e estaremos dialogando nas próximas semanas em conjunto com os prefeitos para que possamos encontrar uma solução que atenda a educação e que atenda a segurança da saúde também. Temos que reconhecer que existem mais de 80 cidades que ainda não tiveram um único caso da doença, talvez possamos dar um tratamento diferenciado nessas cidades”, disse Mendes, nesta terça-feira (26).

No final do mês passado, o Governo decidiu manter as aulas suspensas por tempo indeterminado. Os estudantes já estão em casa desde o dia 23 de março. A intenção inicial era de que as aulas voltassem no dia 4 de maio, porém, a pedido de prefeitos e após recomendação do Ministério Público, Mendes voltou atrás.

Uma eventual retomada das atividades escolares somente deverá ocorrer seguindo orientações que serão determinadas em decreto. Além disso, as aulas da rede municipal seguem a cargo de cada prefeitura.

O secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, defende que a retorno só aconteça quando houver segurança para os alunos. O gestor destacou, ainda, a previsão de que o número de casos de Covid-19 no Estado aumente nos próximos dias.

‘Vamos cumprir religiosamente as datas’, garante secretário sobre salários durante pandemia

Da Redação – Carlos Gustavo Dorileo / Do local – Max Aguiar Foto: Rogério Florentino/OD

‘Vamos cumprir religiosamente as datas’, garante secretário sobre salários durante pandemia
Questionado sobre o assunto nesta terça-feira (26), o comandante da Casa Civil voltou a dizer o que o governador Mauro Mendes (DEM) vem dizendo em relação às medidas tomadas pelo Governo no seu primeiro ano de mandato, que estão refletindo positivamente e sendo de grande ajuda durante a pandemia.

“Mesmo com a arrecadação em baixa, há de se lembrar que o Governo no ano de 2019, com o apoio da Assembleia Legislativa, tomou várias medidas que possibilitou melhorarmos nossas contas. Com isso estamos tendo a tranquilidade de manter a folha de pagamento no dia que foi combinado com os servidores”, explicou.

“Existe uma programação de pagamento de salário que foi colocada no mês de janeiro a todos os servidores públicos, com inclusive o pagamento de 13°. Por enquanto tudo será cumprido e não existe nenhuma conversa dentro do Governo que não seja neste sentido, de cumprir religiosamente as datas que foram colocadas para os servidores no mês de janeiro”, assegurou.

Em janeiro deste ano, o governador Mauro Mendes divulgou um calendário de pagamento dos salários dos servidores públicos para o ano de 2020, além do 13º salário, que será dividido em duas parcelas.

Pelo calendário, os servidores estão e vão continuar recebendo seus salários no dia 10, até o mês de julho e as datas vão variar entre os dias 8 e 5 de cada mês no segundo semestre.

Já o 13° salário será pago em duas parcelas, com a primeira delas sendo paga no dia 30 do mês que vem e a segunda no dia 18 de dezembro.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.