Prefeitura autoriza reabertura de shoppings, bares, restaurantes e similares em Cuiabá; veja como fica

0
113
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Da Redação – Wesley Santiago Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (DEM), anunciou nesta quinta-feira (28) que irá liberar o funcionamento de shoppings centers, bares, restaurantes e similiares na capital mato-grossense, com restrições.
Conforme o decreto, os shoppings centers da capital mato-grossense poderão reabrir a partir do dia 03 de junho (quarta-feira). O funcionamento será de segunda a sábado, das 14h às 22h. Domingos e feriados os empreendimentos ficarão fechados. O sistema de delivery seguirá normalmente.

No Shopping Popular de Cuiabá, o funcionamento será diferente. A retomada das atividades será a partir de 03 de junho (quarta-feira). O expediente será de segunda a sábado, das 09h às 17h, também vedados domingos e feriados.

Além disto, ainda no shopping popular, somente será permitida a abertura de 50% dos boxes por dia, com alternância entre eles. “Sendo assim, quem trabalhar na segunda, fecha na terça para que outro colega possa abrir suas portas”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro.

Tantos nos shoppings centers, como no popular, até 30 de junho somente será permitida uma lotação de 30% da capacidade máxima. Após esta data e, caso a pandemia continue controlada na cidade, sobe para 50%. A administração dos empreendimentos será responsável pelo controle.

Já os bares, restaurantes e similiares – inclusive os dos shoppings – serão reabertos a partir do dia 08 de junho. No almoço, o funcionamento será das 11h às 15h e no jantar, das 18h30 às 23h. As empresas poderão abrir de terça a domingo. O sistema delivery seguirá normalmente.

O prefeito também pontuou que os bares, restaurantes e similares poderão funcionar com apenas 50% de sua capacidade. Além disto, as medidas de distanciamento e biosegurança terão de ser respeitadas.

A autorização para a retomada gradativa e segura das atividades econômicas descritas no presente decreto não se aplicam ao comércio de alimentos realizados nas  vias e logradouros públicos.

Emanuel Pinheiro destacou que a situação pode ser modificada e o fechamento necessário, se a doença se descontrolar. “Não é um pacto eterno, pretendo que seja, mas depende do comportamento da evolução do Covid-19. Se continuar sob controle, sem que haja colapso no sistema de Saúde, não tem problema. Isso pode ser mudado a qualquer momento”.

O gestor citou que as medidas tomadas por ele, logo no início, permitem que Cuiabá chegue neste ponto com números baixos, se comparado com o resto do país e que flexibilize as medidas.

“Não foi uma vontade pessoal minha, vocês não sabem o quanto corta o meu coração a crise econômica, desemprego, dificuldades que nosso setor produtivo vem passando. Tinha que tomar uma decisão. A prioridade, sempre será a saúde e vida das pessoas. Isso inclui você empreendedor, suas famílias, seus trabalhadores. Fui muito atacado ultimamente por estes setores.Foi pela defesa da vida”, acrescentou.

Emanuel ainda pontou que os números crescem e vão continuar. “É uma pandemia, não tem como evitar isto. Mas conseguimos achatar a curva. Será de forma controlada, porque a gente conseguiu se preparar. Não fico insensível aos pedidos, entendemos o clamor econômico e social. Foi muito importante o diálogo permanente

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.