Vereador diz que vulnerabilidade de LGBTs se agravou na pandemia

0
31
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Ícaro Reveles, de Várzea Grande, afirmou que grupo foi o primeiro a perder o emprego no atual cenário

MidiaNews

Ícaro Reveles (PDT) é o único parlamentar assumidamente gay na baixada cuiabana

BIANCA FUJIMORI
DA REDAÇÃO

No Dia do Orgulho LGBT, celebrado em 28 de junho, o vereador de Várzea Grande Ícaro Reveles (PDT) participou de um live com o ex-presidenciável Ciro Gomes, onde afirmou que a pandemia da Covid-19 agravou ainda mais a situação de vulnerabilidade da comunidade LGBTQI+.

Sendo o único parlamentar assumidamente gay na baixada cuiabana, Ícaro expôs que pessoas do grupo, que já são comumente marginalizadas, foram os primeiros a perderam o emprego diante da crise econômica causada pelo novo coronavírus.

“Nesse período de pandemia, a gente percebe o quão vulnerável é a nossa população. Muitas profissionais do sexo estão impossibilitadas de trabalhar. Além disso, os primeiros a serem mandados embora das empresas são os LGBTs”, disse o político.

“Tem muita gente passando fome. Tem muita gente precisando de ajuda”, acrescentou.

Os primeiros a serem mandados embora das empresas são os LGBTs. Tem muita gente passando fome. Tem muita gente precisando de ajuda

Além do desemprego, a comunidade sofre com a violência. Conforme dados da Ong Livremente, os números mostram que os crimes de LGBTfobia aumentaram 117% nos primeiros quatro meses do ano em Mato Grosso.

Ação do Congresso

Ícaro também disse reconhecer a dificuldade em oferecer ajuda imediata para a comunidade LGBT que vem sofrendo com a pandemia, sem apoio de políticas públicas específicas.

Segundo o vereador, é necessário que tenham ações no âmbito Federal, em prol de pessoas LGBTs, para que isso chegue até as Câmaras Municipais como um exemplo de que é possível aplicar os projetos.

“Há muita falta de políticas públicas voltadas para a população LGBT. O que acontece em Brasília reflete diretamente aqui nos municípios, que é essa falta de dispositivos legais que nos dê embasamento para conseguir de fato aplicar o que a gente deseja para o nosso Município”, afirmou.

“Por isso gostaríamos muito de ter na presidência alguém que pensasse nisso para dar exemplo aos nossos estados, municípios, para que a gente realmente consiga ajudar essa população”, completou.

Leia mais sobre o assunto:

No Dia do Orgulho LGBT, números mostram que crimes crescem 117%

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.