Mudanças climáticas favorecem aparecimento de pragas, diz especialista

0
81
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por: RAYNNA NICOLAS

Pragas agrícolas, como os gafanhotos, ganharam as manchetes dos jornais em 2020. Grandes nuvens desses insetos apareceram no país vizinho, a Argentina e assustaram os brasileiros. Quando já pareciam uma ameaça distante, pequenos produtores da baixada cuiabana começaram a registrar o aparecimento incomum dos bichos.

Reprodução

Helena Régis, engenheira agrônoma e especialista em sustentabilidade.

Acontece que, com as mudanças climáticas, esses insetos, geralmente pequenos, podem fazer grandes estragos, como explica a engenheira agrônoma e especialista em sustentabilidade, Helena Régis.

“A agricultura é uma atividade que depende totalmente de fatores climáticos, como chuvas, temperaturas, radiação solar, umidade. Por isso, as mudanças climáticas podem afetar a produção agrícola global de várias formas, uma delas pode ser aparecimento de pragas, doenças e consequentemente, o seu manejo”, afirmou.

Isto é, com o aumento das temperaturas, a perspectiva para o campo não é boa. A agrônoma comentou que, com o fenômeno, eventos como o aumento de pragas devem acontecer de forma mais frequente.

“No campo, a tendência é que os problemas com lepidópteras e gafanhotos se tornem cada vez mais frequentes e também mais severos com o passar dos anos. Ainda é muito incerto porque mudanças climáticas podem fazer com que algumas doenças e pragas ressurgem, criem mais resistência perante o clima, mas também pode fazer com que alguma delas diminuam pelo mesmo fator”, pontuou.

Além dos gafanhotos, borboletas, mariposas e suas larvas, as lepidópteras, também tendem a aparecer com mais frequência e em maior quantidade, uma vez que procuram o calor.

Na última semana, o fenômeno foi relatado por moradores da comunidade Quinta do Bandeira, na região do Distrito da Guia (38 km de Cuiabá), onde pequenos produtores de caju sofrem com os gafanhotos “gigantes”.

Segundo a presidente da comunidade, Josefina de Almeida, o evento não é comum por lá e começou a acontecer em 2020.

Mas, não são só as pragas agrícolas que preocupam. A engenheira lembrou que, em relação aos gafanhotos, a preocupação com a grande ocorrência se deve ao fato de que eles se alimentam principalmente de folhas e caule de plantas, mas não são prejudiciais ao ser humano.

GCom-MT

Eliminar a água parada é uma das medidas para combater pragas urbanas.

“Os gafanhotos trazem sérios prejuízos às plantações, pois podem comer diariamente uma quantidade maior que o seu próprio peso e se alimentam de folhas e caule de plantas, mas não são prejudiciais ao ser humano. O excesso de temperatura pode contribuir para o surgimento não só de pragas agrícolas como também de pragas urbanas como formigas, baratas, cupins, mosquitos e pernilongos”, enfatizou.

As pragas urbanas, que aguardam a primeira chuva para ter um ambiente propício, trazem preocupações à saúde humana.

De acordo com o Ministério da Saúde, animais como escorpiões, aranhas, lepidópteros, himenópteros (abelhas, formigas e vespas), besouros e lacraias, estão entre os animais peçonhentos que mais causam acidentes com humanos.

Em relação às pragas urbanas, algumas delas podem ser reduzidas com hábitos de higiene e restringindo os ambientes favoráveis ao seu desenvolvimento, como é caso da água parada para o Aedes Egypit, popularmente conhecido como “mosquito da dengue” por transmitir a doença.

No entanto, o controle desses bichos, assim como no campo, pode ser realizado por meio de produtos químicos, como nas dedetizações e controles biológicos por meio de predadores naturais dos animais que trazem incômodo.

Contudo, a especialista considera que não é possível prever quais tipos de pragas podem aparecer nos próximos anos.

Ainda que o aquecimento seja uma tendência, Helena explica que mesmo com temperaturas mais amenas, outros tipos de pragas, cujo desenvolvimento é favorecido pelas baixas temperaturas, poderiam surgir.

“Todo organismo precisa de uma faixa de temperatura ideal para seu pleno desenvolvimento. Então é bem incerto afirmar o que poderíamos esperar para os próximos anos em relação ao aparecimento de pragas e doenças. O que podemos pressupor é que o desequilíbrio pode causar o aumento de pragas, bem como o desaparecimento de alguns desses organismos-pragas que são necessários para o manejo”, alertou.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.