Hospital Júlio Müller e mais três em MT chegam a lotação máxima de UTI para Covid-19

0
328
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Da Redação – Vinicius Mendes Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

A taxa de ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) exclusivas para o tratamento da Covid-19 em quatro hospitais de Mato Grosso já chegou à lotação máxima. No Hospital Júlio Müller, em Cuiabá, e no Hospital Regional Irmã Elza Giovanella (Rondonópolis) e Hospital Regional Hilda Strenger Ribeiro (Nova Mutum) a taxa de ocupação é superior a 100%. No Hospital Regional de Sorriso a ocupação é de 100%. A taxa de ocupação destes leitos, em todo o Estado, é de 70,33% para adultos, sendo que na terça-feira (12) a taxa era de 62,78%.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) há 275 pacientes internados em leitos de UTI para Covid-19 no Estado, disponibilizados pela rede pública de saúde, sendo a taxa de 70,33%. A taxa de ocupação dos leitos de UTI pediátrica é de 53%.

Segundo o documento, três hospitais estão com ocupação superior a 100%. No Hospital Júlio Müller a taxa de ocupação é de 112,50%, no Hospital Regional Irmã Elza Giovanella (Rondonópolis) a taxa é de 110% e no Hospital Regional Hilda Strenger Ribeiro (Nova Mutum) a taxa também é de 110%. No Hospital Regional de Sorriso a taxa de ocupação é de 100%.

De acordo com a assessoria da SES, a taxa ultrapassa os 100% porque, nestes casos, leitos tiveram que ser adaptados para receber os pacientes. A SES afirmou que alguns destes casos o paciente apenas aguarda transferência para outra unidade.

No Hospital e Maternidade Santa Rita (Várzea Grande) e no Hospital Vale do Guaporé (Pontes e Lacerda) a taxa de ocupação é de 90%. Apenas em oito hospitais do Estado, com leitos de UTI ofertados pela rede pública, a taxa de ocupação é menor que 70%, sendo que em dois destes a taxa é de até 30%.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.