Hamilton supera Verstappen e vence corrida espetacular da F1 no Bahrein

    0
    194
     

    Lewis Hamilton superou Max Verstappen e venceu o espetacular Grande Prêmio do Bahrein de F1 deste domingo (28), realizado no Circuito Internacional do Bahrein, em Sakhir.

    Hamilton optou por uma estrategia diferente e ultrapassou o piloto da Red Bull com um ‘undercut’ em seu primeiro pitstop. Verstappen chegou a reassumir a liderança no fim da corrida, quando faltavam duas voltas para o fim do GP, mas acabou devolvendo a posição depois de ultrapassar os limites na Curva 4. Verstappen terminou em segundo, 0,745s atrás de Hamilton e Bottas foi o terceiro. O finlandês da Mercedes aproveitou a vantagem que tinha para o quarto colocado, Lando Norris, para parar nos boxes, trocar por pneus novos e conseguir o ponto extra pela melhor volta da corrida.

    Sergio Perez teve problemas no começo da corrida e largou dos boxes. Em uma corrida de recuperação impecável do mexicano, Perez terminou na quinta posição e mais de sete segundos à frente do Ferrari SF21 de Charles Leclerc.

    Daniel Ricciardo garantiu um bom dia para a McLaren e intercalou as Ferrari na P7. Carlos Sainz foi o oitavo, seguido por Yuki Tsunoda e Lance Stroll, que completaram os 10 primeiros da corrida.

    Começo de corrida agitado no Bahrein

    A corrida começou agitada no Bahrein. Sergio Perez, fazendo sua estreia na Red Bull, teve que trocar peças do motor do sábado para o domingo de corrida. O mexicano teve problemas ainda na volta de instalação e parou na pista. Ele conseguiu fazer o carro funcionar novamente e largou dos boxes. Como resultado, a primeira volta de formação foi abortada.

    Com a bandeira verde agitada, Max Verstappen se defendeu do primeiro ataque de Hamilton na curva 1. Charles Leclerc pressionou Valtteri Bottas e, no erro do finlandês, o piloto da Ferrari assumiu a P3.

    Antes da primeira volta completada, Nikita Mazepin errou sozinho e bateu forte, trazendo o primeiro Safety Car da Aston Martin no ano. Verstappen já tinha vantagem de mais de um segundo para Hamilton.

    Mais atrás, Lando Norris e Daniel Ricciado, a dupla de pilotos da McLaren, protagonizaram uma disputada sensacional. No fim, Norris conseguiu ultrapassar Ricciardo na briga pela P6. Pierre Gasly também largou bem e se manteve na quinta posição.

    Ainda com Safety Car na pista, Perez foi para os boxes e colocou um novo conjunto de pneus médios.

    Verstappen segura ataque de Hamilton e mantém a liderança

    Na relargada, Verstappen segurou bastante o pelotão e novamente foi atacado por Hamilton, mas o britânico não teve sucesso. Leclerc também colocou de lado de Hamilton, mas permaneceu na P3.

    Ainda volta da relargada, o Virtual Safety Car foi ativado. Fruto de um leve toque entre Ricciardo e Gasly. O francês da AlphaTauri perdeu o bico e foi para os boxes fazer a troca e aproveitou para trocar seus pneus médios por duros, retornando na última posição atrás e Mick Schumacher.

    Com isso, Fernando Alonso era o sétimo colocado, à frente de Stroll, Sainz e Giovinazzi, os 10 primeiros.

    Na volta 6, Bottas mergulhou por dentro de Leclerc e reassumiu a terceira posição. O monegasco tentou dar o troco, mas não teve sucesso. Lá na frente, Verstappen liderava tranquilo com 1,3s de vantagem para Hamilton que, por sua vez, já abria 3,1s para seu companheiro de equipe Bottas.

    Duas voltas depois, a briga era pela quarta posição entre Leclerc e Norris. Os dois andaram lado a lado, mas o britânico teve que recuar depois que Leclerc o empurrou para fora da pista.

    Mas Leclerc não segurou o segundo ataque de Norris, que abriu o DRS na reta principal e assumiu a quarta posição. No mesmo momento, Stroll também se aproveitou do DRS para assumir a P7 de Alonso.

    Na volta 10, Sainz pressionava Alonso pela P8. La na frente, Hamilton começava a diminuir a diferença de dois segundo que Verstappen tinha aberto. Leclerc não conseguia imprimir o mesmo ritmo da McLaren e Ricciardo pressionava o piloto da Ferrari na disputa pela P6

    Primeiros pitstop da temporada

    Alonso foi para os boxes e trocou seus pneus macios pelos médios. Norris, Sainz e Stroll também pararam e seguiram a mesma estratégia. Norris retornou à frente e do pelotão entre os pilotos que já haviam parado, enquanto Alonso recuperou a posição que perdeu para Stroll.

    Hamilton parou na volta 13 e optou por uma estratégia diferente. O heptacampeão mundial trocou os seus médios por compostos duros. Ricciardo parou uma volta depois e voltou atrás de Alonso na briga pela P11.

    Undercut de Hamilton pela P1

    Hamilton voltou na P4, atrás de Sainz, mas rapidamente superou o espanhol da Ferrari. Hamilton tentava o undercut sobre Verstappen, enquanto a Red Bull mantinha o holandês na pista.

    Perez, que já havia parado, subiu para a quinta posição, apenas 2 segundos atrás de Sainz, que ainda precisava fazer seu pitstop.

    Na volta 16, Hamilton fez a volta mais rápida da corrida com 1:34.057s, quase três segundos mais rápido do que Verstappen, reduzindo a vantagem do piloto da Red Bull para 17,7s. Em 2020, o tempo médio gasto para um pitstop foi de 23 segundos.

    Bottas parou na volta 17 e retornou atrás de Perez, na quarta posição. Com isso, Hamilton subir da P2 para a P3. Perez era o terceiro, à frente de Bottas, Norris, Leclerc completando os seis primeiros.

    No fim da volta 17, enfim, a Red Bull chamou Verstappen para sua parada nos boxes, trocando os médios usados por novos compostos médios. Hamilton assumiu a liderança com tranquilidade e estava 6,6 à frente do holandês. Hamilton aproveitou o erro da Red Bull, que facilitou o undercut executado pela Mercedes.

    Na volta 20, Perez trocou seus pneus médios por duros e retornou na P12.

    Perez renasce para a corrida

    Vettel e Alonso protagonizaram uma ótima disputa pela P8. Vettel, que ainda não tinha parado, foi ultrapassado pelo espanhol, mas recuperou a posição uma volta depois. Sainz se juntou a briga e passou os dois. Alonso passou Vettel e recebeu o “xis”. Uma volta depois, Vettel errou a freada e facilitou a vida do piloto da Alpine.

    Na volta 23, Verstappen se aproximava rapidamente de Hamilton e a diferença era de 3,8s. Alonso claramente não apresentava o mesmo ritmo do começo da corrida e Raikkonen ultrapassou o espanhol na disputa pela P10.

    Algumas voltas depois, Perez passou Sainz por fora, assumiu a P8 e partiu para cima de Stroll, seu ex-companheiro de equipe em 2020, e não demorou para superá-lo.

    Verstappen reassume a liderança no 2º pitstop de Hamilton

    Hamilton voltou aos boxes na volta 29 e fez seu segundo pitstop, trocando os duros usados por duros novos. O britânico voltou em terceiro, 14 segundos atrás de Verstappen. O curioso, foi que Hamilton rodou apenas 15 voltas com os duros, contra as 16 do seu primeiro stint com os pneus médios.

    Na volta 31, Bottas foi aos boxes e protagonizou o primeiro erro claro da Mercedes. O finlandês teve problemas na troca do seu pneu dianteiro direito e perdeu muito tempo. Com isso, Norris e Leclerc ultrapassaram Bottas, que caiu para a P5.

    Leclerc optou pelos pneus duros em seu segundo pitstop na volta 32. Ricciardo também parou e seguiu a mesma estratégia do monegasco: médio usados por duros novos.

    Na volta 34, Alonso reclamou de um problema nos freios, a equipe o chamou para os boxes, e o espanhol abandonou a corrida. Norris fez sua parada e retornou na P6, à frente de Leclerc

    Raikkonen e George Russell travaram uma disputa emocionante pela P10. O piloto da Alfa Romeo colocou por fora e não recuou. O britânico então o fez, e Raikkonen conseguiu uma bela ultrapassagem por fora na Curva 1.

    No giro 39, Hamilton se aproximava rapidamente de Verstappen, tirando quase um segundo por volta, indicando que Verstappen não tinha pneus em boas condições. Verstappen parou uma volta depois e trocou seus médios usados por duros novos, voltando atrás de Hamilton.

    A situação da volta 42 era Hamilton com pneus duros usados, com 14 voltas, enquanto Verstappen, com pneus duros novos, rapidamente tirava a vantagem do britânico.

    Ocon e Vettel se encontraram na curva 1, trazendo uma rápida bandeira amarela. Ocon passou o alemão que, por sua vez, retardou a freada e acertou em cheio a traseiro do Alpine A521 do francês. Uma manobra desastrosa do alemão.

    Final emocionante confirma corrida espetacular da F1 no Bahrein

    Faltando 10 voltas para o fim da corrida, um final espetacular se encaminhava. A diferença entre Hamilton e Verstappen era de 2,6s. Ocon e Vettel, na briga pela P13, separavam os candidatos à vitória no Bahrein, mas abriram caminho quando o holandês se aproximou.

    Na volta 50, das 56 do GP do Bahrein de F1, apenas 1,9s separavam Hamilton e Verstappen. Enquanto isso, Perez ultrapassava Leclerc para assumir a P5. Bottas era o terceiro, tranquilo, a frente de Norris.

    Verstappen colocou de lado na volta 53 e assumiu a liderança, mas usou os limites de pista proibidos na curva 4, devolveu a posição e Hamilton retomou a liderança duas voltas depois.

    Na penúltima volta, o britânico tinha vantagem de 1,077s para o piloto da Red Bull e, com isso, Verstappen não podia usar o DRS para atacar o piloto da Mercedes.

    Hamilton cruzou a linha de chegada pouco mais de meio segundo á frente de Verstappen para vencer o Grande Prêmio do Bahrein de F1, a primeira etapa da temporada 2021 da F1.

    Confira o resultado do Grande Prêmio do Bahrein de Fórmula 1:

    1) Lewis Hamilton (Mercedes) 56
    2) Max Verstappen (Red Bull/Honda) 56
    3) Valtteri Bottas (Mercedes) 56
    4) Lando Norris (McLaren/Mercedes) 56
    5) Sergio Pérez (Red Bull/Honda) 56
    6) Charles Leclerc (Ferrari) 56
    7) Daniel Ricciardo (McLaren/Mercedes) 56
    8) Carlos Sainz Jr. (Ferrari) 56
    9) Yuki Tsunoda (AlphaTauri/Honda) 56
    10) Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes) 56
    11) Kimi Räikkönen (Alfa Romeo/Ferrari) 56
    12) A.Giovinazzi (Alfa Romeo/Ferrari) 55
    13) Esteban Ocon (Alpine/Renault) 55
    14) George Russell (Williams/Mercedes) 55
    15) Sebastian Vettel (Aston Martin/Mercedes) 55
    16) Mick Schumacher (Haas/Ferrari) 55
    17) Pierre Gasly (AlphaTauri/Honda) 52
    18) Nicholas Latifi (Williams/Mercedes) 51
    OUT) Fernando Alonso (Alpine/Renault) 32
    OUT) Nikita Mazepin (Haas/Ferrari) 0