“Problema é do gestor que anunciou antes da hora”, diz Emanuelzinho sobre Sputnik V

0
68
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
ALFINETADA EM MAURO

Da Redação – Isabela Mercuri / Do local – Max Aguiar Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

O deputado estadual Emanuelzinho (PTB) aproveitou o lançamento da campanha de vacinação em profissionais vulneráveis, em Cuiabá, para alfinetar o governador Mauro Mendes (DEM). Segundo ele, o problema da vacina Sputnik V, que não foi aprovada pela Anvisa, foi o fato de o governador ter “anunciado antes da hora”. O parlamentar defendeu que a aprovação seja feita com base em avaliação técnica.

“Eu defendo que seja avaliada tecnicamente, a gente sabe que as vacinas são produzidas numa escala de tempo muito maior do que tem acontecido durante a pandemia, mas por motivo de força maior, que a pandemia está aí tirando a vida de muitos brasileiros, a Anvisa precisou trabalhar e fazer uma força-tarefa para aprovar muitas vacinas em tempo recorde. Agora, à medida em que a Sputnik não está sendo aprovada, acho que a questão, o problema é do gestor que anunciou antes da hora. Anunciou que tinha feito a compra, depois tinha feito um vídeo falando que o Governo Federal tinha falado que eles queriam receber a Sputnik, de repente falou que a Sputnik não estava aprovada pela Anvisa. Então essa é mais uma questão de organização da gestão do que propriamente uma falha técnica”, disparou Emanuelzinho nesta segunda-feira (3).

Mauro anunciou no final de março a assinatura de contrato para compra de 1,2 milhão de doses da vacina russa Sputnik V. Na época, ele chegou a afirmar que o primeiro lote chegaria a Mato Grosso no dia 20 de abril, e que todas as doses ficariam no estado caso o Governo Federal não optasse por pagar pelas vacinas, caso contrário, as doses iriam para o Programa Nacional de Imunização (PNI). No entanto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não aprovou a importação do imunizante, alegando falta de dados consistentes da segurança da vacina.

Após a negativa da Anvisa, o governador Mauro Mendes já informou que irá tentar reverter a decisão, com o envio de novos documentos e, se preciso, irá acionar o Supremo Tribunal Federal (STF). Para Emanuelzinho, o anúncio não foi mal-intencionado. “Acho que o pessoal quis fazer anúncio, quis trazer uma boa notícia para o povo mato-grossense, mas foi antes da hora”, declarou.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.