Volta às aulas presenciais: como será o 2º semestre nas escolas de MT

0
31

As aulas presenciais do segundo semestre do ano letivo nas escolas das redes municipal de Cuiabá e estadual estão previstas para voltar nos dias 2 e 3 de agosto, respectivamente. No estado, os estudos serão feitos de forma híbrida, com rodízio de estudantes. Já nas escolas municipais as atividades voltarão no formato 100% presencial.

O primeiro semestre deste ano, tanto na rede estadual, como na municipal, foi realizado inteiramente pela internet.

As aulas presenciais em todo o estado, até então, só foram retomadas nas escolas particulares, no formato híbrido. Em junho, os estudantes da rede privada pararam para as férias, voltando às atividades neste mês.

Confira, abaixo, os detalhes sobre a volta às aulas para alunos dos ensinos médio, fundamental e infantil:

Ensino médio

Na terça-feira (3),os estudantes do ensino médio vão iniciar as atividades presenciais no formato híbrido – de forma gradual.

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) disse que em agosto todas as escolas estarão equipadas com as medidas de biossegurança, seguindo as orientações da Secretaria Estadual de Saúde (SES) e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em reunião realizada em junho deste ano com secretários adjuntos e os diretores das 68 escolas estaduais de Cuiabá, o secretário Alan Porto garantiu que será liberada verba adicional em todos os casos que necessitarem de ajustes para garantir a segurança dos alunos e professores no retorno.

Ensino fundamental e infantil

De acordo com o último decreto de Cuiabá, as aulas dos ensinos infantil e fundamental só serão retomadas depois que os profissionais da educação completarem o esquema vacinal com a 2º dose, o que deve acontecer ainda neste mês. Com isso, a partir de segunda-feira (2), os alunos poderão voltas às salas de aula.

Atá lá, os estudantes continuarão realizando as atividades por meio da internet e estratégias de ensino a distância (EAD).

“A educação municipal nunca parou, uma vez que as atividades são feitas de forma remota, com acompanhamento dos professores junto aos pais através de meios digitais, ou através de apostilas impressas disponibilizadas àqueles que não dispõe do acesso à internet”, disse a Secretaria de Educação, em nota.

A prefeitura informou que 12.589 trabalhadores do ensino básico e 2.379 trabalhadores do ensino superior já tomaram a primeira dose da vacina contra a Covid-19, o que representa quase 75% da meta de cerca de 20 mil profissionais da capital.

Pesquisadores desenvolveram o Índice de segurança do retorno às aulas presenciais; estados ainda precisam melhorar protocolos. — Foto: G1

Pesquisadores desenvolveram o Índice de segurança do retorno às aulas presenciais; estados ainda precisam melhorar protocolos. — Foto: G1

Um levantamento realizado em junho deste ano com dados públicos feitos pela Universidade de São Paulo (USP) aponta Mato Grosso entre os estados com falhas nos protocolos para o retorno às aulas presenciais.

Após a divulgação da pesquisa, a coordenadora do ensino fundamental da Seduc, Nailê Bernardo, disse em entrevista que as equipes se reuniram com representantes dos municípios e reforçaram os protocolos de biossegurança.

Os pesquisadores avaliaram a disponibilização de máscaras, ventilação, imunização, testagem, transporte, ensino remoto, distanciamento, e higiene, e criaram um índice de segurança para o retorno às aulas presenciais.

A média das pontuações coloca os estados com notas baixas, de 30 a 59, enquanto o máximo é 100.

O índice de segurança para volta às aulas no estado ficou em 30,65.

Fonte: https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/n