Energisa e SENAI abrem vagas para curso de graça de internet das coisas

0
84

São 25 vagas. As inscrições estão abertas até este dia 14 de setembro

A Energisa e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) estão com 25 vagas abertas para o Programa Jovem Aprendiz. Os selecionados assinam um contrato especial de até dois anos com carteira assinada e terão acesso ao curso técnico de internet das coisas, que busca preparar o aluno para desenvolver e implementar soluções com sistemas embarcados (embutidos em microprocessadores). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 14 de setembro pelo site https://jobs.kenoby.com/grupoenergisa/job/jovem-aprendiz/6139282c8c9ac502d010d2c0?utm_source=website.

A Energisa tem como um de seus objetivos potencializar a formação profissional, fortalecendo o conhecimento técnico e gerando oportunidades de empregabilidade e crescimento. Serão disponibilizadas vagas a jovens de 18 a 22 anos e pessoas com deficiência de qualquer idade nos estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso, São Paulo, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre e Tocantins. É necessário ter concluído o Ensino Médio.

As aulas serão 80% no modelo EAD e a parte prática na unidade do SENAI de Cuiabá. É a oportunidade de começar a trajetória para construção da carreira, vivenciando o mundo real de trabalho em uma empresa.  O aprendiz será acompanhado durante todo o programa por um mentor, que vai traduzir o que o aluno aprende no curso para o contexto do mundo do trabalho.

O Programa de Aprendizagem 4.0 do SENAI busca ofertar a aprendizagem em um formato mais digital e inovador, reunindo competências técnicas requeridas pela Indústria 4.0, e competências socioemocionais, fundamentais para o mundo do trabalho de hoje.

Antonio Negreiros, diretor de Gente do Grupo Energisa, considera que o projeto é uma oportunidade para os jovens iniciarem suas carreiras. “Esse é o primeiro passo para que esses jovens possam ser inseridos no mercado de trabalho, com competências e conhecimentos em tecnologias que são diferenciais no mercado de trabalho hoje. Recebemos anualmente cerca de 550 aprendizes, sendo a porta de entrada para o desenvolvimento de uma futura carreira”, afirma o executivo.