20 C
Cuiabá
segunda-feira, 23 de maio de 2022, 01:38
blink
d2dbabab-f2ca-44ee-af0a-0b18093fbc61
Banner (1)
970_90 (2)
Gif970x90
970x90 (20)
970x90 (21)
970x90 (22)
contornoleste_970x90
Início Notícias Cartão Ser Família é rejeitado pelos mercados na cidade de Poconé

Cartão Ser Família é rejeitado pelos mercados na cidade de Poconé

0
40

Donos de mercados indignados e alegando prejuízo suspenderam a venda pra quem possui o cartão Ser família Emergencial, programa do governo do estado de Mato Grosso.

Desde ontem após a troca dos cartões, os beneficiários alegam dificuldades para realizarem as compras com o Cartão. Segundo eles, vários mercados que passavam estão valores a receber do antigo contrato e negam passar o cartão.

O auxílio financeiro foi implementado pelo governador Mauro Mendes através da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania de Mato Grosso.

Ser Família Emergencial é um auxílio para famílias de baixa renda que passam dificuldades por conta da pandemia da Covid-19. A ação do Governo do Estado beneficia mais de 100 mil famílias em todos os municípios com a transferência de renda.

O programa Ser família Emergencial foi criado para ter duração de três meses , mas foi prorrogado para cinco meses (de maio a setembro de 2021). As famílias recebiam R$ 150/mês. A partir de outubro de 2021, o SER Família Emergencial se tornou lei (602/2021), permitindo a ampliação do programa para até dezembro de 2022. As famílias passam a receber auxílio de R$ 200 a cada dois meses.

Rescisão Antigo Contrato:

No mês passado, o Governo de Mato Grosso rescindiu o contrato com a empresa Eovale pelo descumprimento da prestação de serviço do programa #SerFamília Emergencial.

A empresa não fazia o repasse dos valores devidos aos estabelecimentos credenciados, mesmo com o Estado mantendo em dia todos os pagamentos junto à empresa e aos beneficiários.