Cuiabano com passagens por clube franqueado ao Bayern de Munique é destaque na base do Grêmio

0
195
EM BUSCA DO PROFISSIONAL

Da Redação – Pedro Coutinho Bertolini Foto: Reprodução

Gusthavo Rodrigues Brito, 15 anos, atualmente é jogador das categorias de base do Grêmio. O jovem atleta ganhou espaço no time gaúcho após jornada promissora no futebol de base. Formado pela escola do Uirapuru em Cuiabá, já passou pelo GPS Academy, time dos Estados Unidos filiado ao Bayern de Munique da Alemanha além de ter passado no teste do Atletico Paranaense.
O pai de Gusthavo contou ao Olhar Direto que o jovem atleta começou a se destacar com a bola logo aos 6 anos de idade. Logo então, foi colocado na escolinha de futsal do colégio que estudava na época, o Poente, em Cuiabá. Um ano depois, se realçando no futsal, seu pai decidiu ingressá-lo no futebol de campo. Foi então que Gusthavo começou no Uirapuru, da UFMT, e começou a ‘voar’ pelos gramados.
Volante com bom porte físico e aguerrido, disputou competições pelo Uirapuru e sempre levava destaque na intermediária no campo. Após um tempo atuando pela escola, seus pais se mudaram para os Estados Unidos a trabalho. Lá, Gusthavo foi matriculado numa escola e conseguiu uma bolsa para atuar no GPS Academy, time estadunidense que é franquia do Bayern de Munique, da Alemanha.Porém, no exterior, Gusthavo estava recebendo poucas oportunidades por conta de documentação. Nisso, seus pais recusaram a proposta de teste no Bayern de Munique e, percebendo o avanço do futebol em Cuiabá, optaram por voltar e aproveitar as oportunidades na capital. Ao retornarem para o Brasil, o jovem atleta foi jogar novamente pelo Uirapuru.

Com o retorno, o volante voltou a atuar em competições e jogos, sempre como destaque na intermediária inclusive atuando como capitão da equipe, até que passou num teste no Athletico Paranaese. Ao mesmo tempo, um olheiro do Desportivo Brasil queria levar o garoto para o time.

Os pais aguardaram novas possibilidades e, em um campeonato disputado na arena pantanal em 2018,a Copa Pantanal, Gusthavo foi destaque para o olheiro do Grêmio, Adriano. O episódio foi marcante na carreira profissional do atleta, que à época tinha 12 anos, e decidiu aceitar a proposta do olheiro.

De lá pra cá, Gusthavo recebeu a alcunha de ‘Pit Bull’ do Grêmio por sua excelente marcação aguerrida e potente, além de finalizar firme de fora da área. Vem ganhando espaço a cada atuação e, durante três anos na equipe gaúcha, já conquistou alguns campeonatos e espera se firmar profissionalmente junto a equipe.