ELOGIOS Ex-ministro vê gestão “monumental” e prevê reeleição de MM sem dificuldades

    0
    51

    Mandetta não crê que apoio de Bolsonaro influenciará na votação de Mauro Mendes

    Da Redação

    O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (UB), chamou de “monumental” a gestão do governador Mauro Mendes em Mato Grosso e acredita que o gestor não terá problemas em conseguir ser reeleito. O sul-mato-grossense avaliou que, nem mesmo a aproximação do chefe do Executivo estadual com seu ex-aliado, o presidente da República Jair Bolsonaro (PL) colocaria um segundo mandato em risco.

    Mandetta esteve na quinta-feira (19) no Palácio Paiaguás. O ex-ministro comentou sobre a possibilidade de o União Brasil lançar Luciano Bivar à Presidência, o que atrapalharia os planos de Mauro Mendes, que costurou uma aliança com Jair Bolsonaro.

    Para ele, o eleitor está preocupado com quem está gerindo Mato Grosso e não votará em alguém porque o presidente pediu voto. Na sequência, aproveitou para rasgar elogios ao governador.

    “Acho que é indiferente, não influencia. O eleitor vai fazer uma análise muito daquilo que está próximo dele e quer saber quem é que vai administrar Mato Grosso, se vão continuar com um Estado com contas equilibradas, com capacidade de investimento, recuperando o sistema de Saúde. Vejo que o Mauro fez um trabalho monumental aqui em Mato Grosso e deve estar caminhando para uma reeleição”, afirmou.

    De acordo com o ex-ministro, o simples fato de Mauro Mendes e Jair Bolsonaro se aliarem para a disputa do pleito de outubro, não garante voto do eleitor simpatizante de um, para o outro. Mandetta acredita, inclusive, que muitos dos que irão votar no governador, irão optar pelo ex-presidente Lula para a Presidência da República.

    “Eu acho que vai ter muito voto cruzado. Você vai ver gente que vota no Lula votando no Mauro porque reconhece o trabalho dele dentro de Mato Grosso e vai ver a coisa contrária também. Eu acho que o eleitor não vai ter voto verticalizado, voto assim de começo ao fim”, avaliou.