Gilberto Figueiredo lembra ações de enfrentamento à pandemia em Barra do Garças

0
100

SAÚDE

O ex-secretário ressaltou ainda a necessidade detectada em melhorar o hospital municipal de Barra do Garças, com a reforma integral aprovada pelo Governo do Estado

Em visita ao município de Barra do Garças, o ex-secretário de estado de saúde, Gilberto Figueiredo, apontou ações integradas da SES-MT em parceria com a prefeitura no enfrentamento à pandemia na cidade. Durante entrevista à rádio Aruanã, o secretário lembrou das dificuldades que o Estado passou para atender a todos os municípios.

“Fizemos um trabalho minucioso nos municípios de todo o estado, aportando auxílio financeiro para enfrentamento da pandemia, com equipamentos de proteção individual, com respiradores, com camas, com recursos para financiar leitos de UTI. Aqui também com a parceria da prefeitura montamos leitos de UTI para o enfrentamento da pandemia”, afirmou Gilberto Figueiredo.

Segundo o ex-secretário, para mitigar as consequências causadas pela doença, o Governo do Estado desenvolve uma série de ações na área da saúde. “A gente tem que reconhecer que no momento da pandemia tudo foi mais complicado. A pandemia tirou dois anos da nossa atenção e muitos dos projetos que tínhamos elaborado acabaram atrasando, mas já estão saindo do papel”, explicou.

O ex-secretário ressaltou ainda a necessidade detectada em melhorar o hospital municipal de Barra do Garças “No início da nossa gestão, quando aqui estive com o governador, foi autorizada a reforma completa do hospital municipal”, relatou.

Dentre os principais trabalhos que foram feitos, também destacou a construção Hospital Regional na região do Araguaia, em Confresa, e contará com 111 leitos de enfermaria, 40 UTIs, entre adultas, pediátricas, neonatal e unidade semi-intensiva neonatal, para atendimento na média e alta complexidade.

A unidade de Saúde também vai ter 10 consultórios médicos, dois consultórios para atendimento a gestantes, seis salas de centro cirúrgico, além de espaços para banco de sangue, banco de leite materno e realização de exames, como tomografia e colonoscopia.

“Para essa região tomamos a decisão estratégica de construir o hospital regional. E ele possuirá 155 leitos, sendo 40 de UTI. É um hospital que já nasce maior do que qualquer outro hospital que temos hoje”, garante o ex-secretário.

Repasses em dia

O Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), repassou R$ 285,6 milhões aos municípios de Mato Grosso em 2021. Os recursos são oriundos de 14 programas vigentes no Estado e devem ser destinados à manutenção de serviços prestados à população pelo Sistema Único de Saúde (SUS).