Juíza concede liberdade ao suspeito de dar calote em bar ao fingir passar mal para não pagar conta de mais de R$ 6 mil

0
94
A juíza Maria Antônia de Faria concedeu liberdade provisória, nesta segunda-feira (18), a Ruan Pamponet Costa, de 28 anos, suspeito de dar calote em um bar de Goiânia ao fingir passar mal para não pagar conta de mais de R$ 6 mil.

A magistrada mandou soltar o suspeito sem o pagamento de fiança de R$ 10 mil, que havia sido determinado há dois dias pela juíza Lívia Vaz da Silva.

Ruan Pamponet alegou ser barman e não ter dinheiro para pagar o valor da fiança. Ele foi preso no sábado (16) depois de consumir uísques, gins, cervejas, comer pratos de picanha e camarão com amigos e mulheres em um bar do Setor Marista. Bombeiros foram chamados e descobriram que ele estava fingindo um mal-estar.

“O não recolhimento da fiança, aliada a presunção de miserabilidade em que se encontra o investigado, vez que afirma ser “barman”, além de estar assistido pela Defensoria Pública do Estado de Goiás, demonstram a necessidade de concessão da liberdade provisória sem o recolhimento da referida quantia”, escreveu a juíza na decisão.

Homem é preso após fingir mal-estar para não pagar conta de R$ 6 mil em bar de Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Homem é preso após fingir mal-estar para não pagar conta de R$ 6 mil em bar de Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera