Mauro relembra vaias após “medidas amargas” que tiraram MT da crise

    0
    51

    Governador citou parceria com poderes e diz que hoje população reconhece trabalho do Governo

    WELINGTON SABINO Da Redação
    Embora ainda não se se apresente publicamente como pré-candidato à reeleição, o governador Mauro Mendes (União) continua cumprindo agenda no interior de Mato Grosso e anunciando o lançamento de obras e convênios com prefeituras para ações em difersas áreas que vão prorporcionar melhorias para contemplar a população em diferentes setores com saúde, infraestrutura e lazer.

    Ao mesmo tempo em que anuncia novos convênios, o chefe do Palácio Paiaguás também tece comentários sobre os desafios enfrentados ao longo de sua gestão, pois em janeiro de 2019 recebeu o Estado com milhões de dívidas atrasadas junto a fornecedores e servidores sem receber. À época, precisou adotou medidas amargas que desagradaram alguns grupos.

    Nesse contexto, o governador destacou o apoio recebido da população e também da Assembleia Legislativa que precisou aprovar projetos para reduzir incentivos fiscais, aumentar alíquotas previdenciária descontada do funcionalismo e promover mudanças na estrutura administrativa, como por exemplo, extinção de alguns cargos.

    “A harmonia entre os poderes, entre os políticos, ela é fundamental porque quando tem harmonia as coisas se somam, produz resultados, você entrega mais para a população. Eu me esforço, na política como em casa você tem que se esforçar também, não pode ser por qualquer probleminha que você vai desentender com o marido ou a mulher”, comentou Mendes durante discurso no município de Nova Monte Verde (968 km de Cuiabá).

    “Na política é a mesma coisa, você não pode por qualquer probleminha se desentender com vereador, com deputado, com quem quer que seja. Se você começa com muita briga perde o foco e não entrega o resultado que é tão importante para a população. Então, estamos feliz por hoje em Nova Monte Verde trazendo essas ações, obras, convênios, iluminação publica, a cidade 100% em LED”, observou o chefe do Palácio Paiaguás ao falar do programa do Governo do Estado que vai contemplar os 141 municípios.

    Mendes também esclareceu que na condição de governador toma as medidas necessárias e inerentes ao cargo, mesmo que desagrade alguns grupos, pois o objetivo é priorizar o coletivo, toda a população mato-grossense.

    “Não tenho medo de tomar, todo mundo sabe disso. Fizemos no início, quando comecei como governador, talvez alguns se lembrem, eu fui vaiado em algumas reuniões, em alguns lugares, porque eu tomava as medidas certas e isso mexia com alguns interesses de alguns e essas pessoas ficavam contrariadas. Eu disse: prefiro ser vaiado no início e ser aplaudido no final, porque Mato Grosso vai ganhar se nós fizermos a coisa certa”, observou o governador.

    Segundo o gestor, hoje a população mato-grossense percebe que isso está acontecendo. “É um Estado que está em obras em todos os cantos, o progresso chega, vai melhorar, muita coisa boa, vai trazer qualidade de vida e eficiência para tanta gente em todos os cantos de Mato Grosso”, comentou.