Morre o desembargador aposentado José Silvério Gomes, por covid-19

0
435

PERDAS DA PANDEMIA

Arquivo Pessoal | Facebook

Morreu nesta noite de sexta-feira o desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), José Silvério Gomes. Ele estava internado em estado grave em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), por complicações da covid-19, desde o dia 10 de março.

A Associação Mato-grossense de Magistrados (Amam) lamentou a morte do desembargador e ressaltou que, enquanto juiz, Silvério sempre se destacou por sua serenidade e pelo apurado sendo de justiça.

O TJ-MT também lamentou a morte do magistrado e pontuou que ele foi um grande entusiasta na modernização tecnológica do Tribunal.

NOTA DE PESAR
A Associação Mato-grossense de Magistrado (AMAM) manifesta o seu mais profundo pesar pelo falecimento do Desembargador aposentado José Silvério Gomes. O magistrado lutou bravamente contra a COVID 19, mas não resistiu. Como juiz, sempre se destacou pela serenidade e pelo apurado senso de justiça.
A AMAM lamenta sua partida e externa condolências aos familiares e amigos.
Associação Mato-grossense de Magistrados

NOTA DE PESAR
É com extremo pesar que o Tribunal de Justiça de Mato Grosso informa o falecimento do desembargador aposentado e ex-presidente da Instituição José Silvério Gomes, 78 anos. Ele faleceu nesta sexta-feira (19 de março), à noite, vítima do novo coronavírus. Ainda não estão definidos os procedimentos quanto ao velório e sepultamento.

O início da trajetória do desembargador no Poder Judiciário de Mato Grosso data de 05 de novembro de 1981, quando foi nomeado juiz de Direito, seguida da posse no dia 19 do mesmo mês. Como juiz de Primeira Instância jurisdicionou nas comarcas de Barra do Bugres, Rondonópolis, Guiratinga, Cuiabá e Santo Antônio do Leverger. Foi promovido ao cargo de Desembargador em 08 de agosto de 2003, quando também foi agraciado com o colar de Mérito Judiciário.

Entre 03 de março de 2010 a 28 de fevereiro de 2011 foi presidente do TJMT. Período de grandes investimentos na área de tecnologia da informação. Nesse período, o TJMT adotou o sistema Hermes-Malote Digital como programa oficial para comunicações entre o TJMT e o Conselho Nacional de Justiça, tribunais superiores, demais tribunais estaduais e comarcas do Estado. Também foi automatizada a lavratura e publicação de todos os acórdãos
a partir do desenvolvimento de uma nova funcionalidade do Sistema Proteus, utilizado no Segundo Grau, àquela época. A medida permitiu que os acórdãos dos processos fossem publicados em até 10 dias após a sessão, trazendo mais celeridade aos andamentos processuais e também cumprindo uma meta prioritária do CNJ.

Em janeiro de 2011, ainda no mesmo biênio administrativo, foi concluído o trabalho de conexão das comarcas à internet e 100% das comarcas mato-grossenses foram conectadas à rede. A Comarca de Tabaporã finalizou o ciclo de instalação recebendo o link de acesso à internet via wireless/rádio.

Também trabalhou na Justiça Eleitoral mato-grossense como juiz da Primeira Zona Eleitoral. Como desembargador, em 2006, foi empossado vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso e, no biênio seguinte (2007⁄2009), como presidente.

Recebeu dois votos de Elogio. O primeiro no TJMT pelo elevado espírito público na execução dos trabalhos que lhe foi atribuído quando convocados pela Presidência no biênio 97/99. Já o segundo, foi expedido pelo TRE/MT, elogiando o brilhante trabalho, o zelo e a dedicação no desempenho das atribuições na Justiça Eleitoral, relativa ao pleito de 03 de outubro de 1996.

O desembargador nasceu em Uberaba/MG, em 16 de novembro de 1942, descende de Telpino Gomes e de Iueta de Azevedo Gomes. O curso secundário foi feito em sua cidade natal, sendo o superior feito no Centro Universitário Fieo, na cidade de São Paulo/SP.