Motorista que caiu no Portão do Inferno fala pela primeira vez sobre o acidente: “Eu nasci de novo”

0
70

Após nove dias no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), o motorista Daniel Francisco Salles, de 65 anos, falou pela primeira vez, em um leito de enfermaria, com uma equipe de TV. O condutor, que nasceu de novo, compartilhou com o SBT Comunidade a emoção de contrariar qualquer expectativa, e sobreviver a uma queda de cerca de 60 metros.

“Eu nasci de novo, vou viver mais uns 20 anos ou 30. É muito bom você saber que está dentro de um buraco, sem saída, e conseguir se recuperar. É a coisa melhor do mundo”.

Ainda com a lembrança fresca do momento do resgate, ele disse que chegaram a perguntar se tinha alguém vivo. “Falei: tem eu me socorre!” a pessoa do alto respondeu “calma, não dorme, vou chamar socorro”.

Daniel revelou que a empresa em que trabalhava já sabia dos problemas com o freio do caminhão, mas não os resolveu. “Aquela porcaria nunca teve foi freio na vida. Se não tem freio, o cara vai lá e fala, qual que é a obrigação do patrão? É parar e organizar, mas o cara não faz isso”, disse ele, sem revelar o nome da empresa para a qual trabalha.

“Se você acha que está muito bem empregado, não acredita nisso. A empresa só quer você enquanto você está aguentando mexer pelo menos um dedo”, disparou ao jornalista do SBT Cuiabá.

Daniel sofreu um acidente no dia 4 de maio, quando seguia pela MT-251, que liga Chapada dos Guimarães a Cuiabá, com um caminhão carregado de água mineral.

Ao chegar na curva, no Portão do Inferno, o motorista perdeu o freio do veículo e tentou jogar o caminhão em direção ao paredão. A manobra não funcionou e depois de bater nas rochas ele foi direto em direção ao precipício.

Daniel também revelou não ter intenção de voltar ao trabalho. “Tenho a intenção de voltar a dirigir, mas não caminhão grande, carrinho pequeno para ir ao mercado e voltar”.

Daniel passará por mais uma cirurgia na tarde desta sexta-feira (13). Apesar da evolução gradativa do seu quadro, ele segue sem previsão para alta médica. As declarações foram dadas ao SBT Comunidade.