MT recria Secretaria de Comunicação; jornalista é mantida no cargo

0
203
MUDANÇAS NO PAIAGUÁS

Decisão foi tomada após atual gestão quitar débitos das gestões Taques e Silval

Da Redação Folhamax

O Governo de Mato Grosso vai recriar a estrutura da Secretaria Estadual de Comunicação (Secom). A mudança não terá nenhum impacto financeiro nas contas do Estado, uma vez que tanto a atual estrutura, quanto o orçamento previsto para 2021 serão mantidos.

A pasta atualmente é vinculada à Casa Civil, como Secretaria Adjunta. O processo para recriação da Secom já está em andamento e o projeto de lei será encaminhado para a Assembleia Legislativa nos próximos dias.

Os atuais cargos da adjunta de comunicação serão transferidos para a secretaria de estado, e com isso, não haverá aumento de despesa e a lei será cumprida. “A implantação da Secom não terá nenhum impacto financeiro e isso é o mais importante, pois demonstra que é possível fazer mais com menos. A atual adjunta Laíce Souza continuará à frente da pasta e será nomeada como secretária de Comunicação. Essa é a principal premissa dessa gestão, trabalhar com responsabilidade e respeito com o dinheiro público”, destacou o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho.

O secretário ainda afirmou que todas as metas estabelecidas pelo governador Mauro Mendes foram cumpridas pela Secretaria Adjunta. “Reorganizamos o setor, criamos fluxos que permitiram dar celeridade nos processos administrativos e no atendimento e repasse de informações à imprensa. Além disso, quitamos dívidas das gestões passadas e, o principal, enxugamos a estrutura e a deixamos mais moderna, para que seja possível otimizar o trabalho com foco em informar a sociedade”, ressaltou Mauro Carvalho numa referência aos débitos deixados pelos ex-governadores Silval Barbosa e Pedro Taques (SD).