No ‘Fantástico’, Janja usa camisa avaliada em R$ 2,5 mil de marca criada por designer mato-grossense

0
79
RESGATA SÍMBOLOS NACIONAIS

Da Redação – Airton Marques Foto: Montagem/Olhar Direto

Em sua primeira entrevista oficial, a futura primeira-dama do Brasil, Rosângela da Silva, a Janja, escolheu a dedo seu look para aparecer no Fantástico, da TV Globo. A mulher do presidente Lula (PT) optou por usar uma camisa de seda de manga longa da marca Misci, do designer mato-grossense Airon Martins, natural de Sinop (478 Km de Cuiabá).
Segundo o Universa (do UOL), a peça estampada nas cores off-white e vermelho possui modelagem reta e ombros deslocados. Vista com botões aparentes, feitos em ureia reciclável. Na frente, lapela de alfaiataria de bolso não utilitário. A peça está avaliada em R$ 2,580.

Ao Universa, Airon disse que o desenho da camisa é a estampa Matria Brasil, da coleção apresentada no último São Paulo Fashion Week, que faz o resgate dos símbolos nacionais e valoriza a matéria-prima brasileira. “Ela gosta de história. Esse enredo a conquistou”.

O mato-grossense revelou ainda que Janja foi até a loja da marca, localizada na rua Mateus Grou, em Pinheiro, São Paulo.

“Falamos principalmente sobre a potencialidade de uma indústria que só exporta commodities. Comentei que o Brasil exporta seda para a Hermès (grife francesa) e que a Misci é uma das únicas marcas brasileiras que realmente produz peças com esse tecido. Feliz de ter uma primeira-dama com consciência de que precisamos valorizar a nossa indústria”.

Além da camisa estampada, Janja adquiriu outras peças da marca. Sobre a tão esperada roupa da posse presidencial, Airon diz que eles não conversaram. “Independentemente de vesti-la ou não para a posse, espero que ela use marcas nacionais. Inclusive, apresentei outras a ela”.

Lista da Forbes

O estilista sinopense integra a lista das trinta pessoas ‘notáveis’ antes dos 30 anos da idade, divulgada pela revista Forbes em 2020.

Com raízes familiares no Ceará e no Pará, ele foi influenciado por processos multidisciplinares de Geraldo de Barros (1923-1998). Airon fundou a Misci, que desenvolve mobiliário (Como a cadeira Misci 001), acessórios e roupas inspirados na miscigenação dos elementos estéticos, com loja em Pinheiros (SP). Em 2018, a Misci assinou a primeira coleção de mobiliário e vestuário. Após tentar direito e medicina, ele cursou design no IED, em São Paulo.