Orgulhoso, prefeito diz que Márcia Pinheiro foi definida como pré-candidata ao senado

0
36

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, foi apresentada como pré-candidata ao Senado pelo Partido Verde durante reunião da federação entre a sigla com o PT e PCdoB, nesta terça-feira (21). Por sua vez, o Partido dos Trabalhadores manteve o nome da professora Enelinda Scalla, enquanto o PCdoB defendeu a candidatura de Aluisio Arruda ao cargo.

Para o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), a articulação de Márcia Pinheiro ao pleito foi ganhando corpo espontaneamente já que os projetos liderados por ela na Secretaria Municipal da Mulher e Assistência Social têm repercussão nacional e deram robustez a sua imagem. Essas ações devem funcionar como um “trampolim eleitoral”.

Ao site RD News, o chefe do executivo municipal, Emanuel Pinheiro (MDB), disse estar  muito feliz com a possibilidade de sua esposa ser apontado como pré-candidata ao senado federal, “ isso é fruto do trabalho que ela faz como primeira-dama na área social e nas ações ligadas a Secretaria da Mulher e Assistência Social sempre buscando a inclusão e a justiça. Estou muito orgulhoso. Ela está muito ligada à gestão e, mesmo não tendo cargo, o trabalho que ela faz tem repercussão nacional”, disse.

Emanuel ponderou que a pré-candidatura é um convite que ainda não foi confirmado na família, mas que “claramente será avaliado e a palavra final será dela”.

O emedebista ressaltou não ser a intenção inicial da família colocá-la como candidata na esfera federal em razão da disposição do seu filho, deputado federal Emanuelzinho (MDB), buscar a reeleição em Brasília.

O chefe do Palácio Alencastro também negou que a submissão do nome da esposa tenha sido forçada dentro do PV, como foi apontado nos bastidores.

“É uma candidatura que ganhou dimensão natural, que cresceu, vem saindo das bases do PV e pedindo para ela ser candidata e se acabou nessa dimensão natural e orgânica”, defendeu.

Fonte: https://folhadoestadoonline.com.br/mato-grosso