Pivetta afirma que oposição pode ressuscitar ‘Era Silval’

0
46

O vice-governador Otaviano Pivetta (Republicanos) insinuou que o projeto liderado pela primeira-dama Márcia Pinheiro (PV) pode trazer o retorno da “Era Silval Barbosa” ao governo do Estado. Candidata ao Executivo, Márcia será a principal adversária do gestor, que é candidato à reeleição na chapa do governador Mauro Mendes (União).

Durante a Convenção Partidária dos Republicanos, nesta sexta-feira (5), Pivetta recordou que “sentiu muito medo” em 2010, quando disputou o Palácio Paiaguás com Mendes, mas acabou sendo derrotado por Silval Barbosa.

“Nós nos colocamos, eu e o Mauro, em 2010, para evitar o desastre. Nós fomos candidatos. Eu tinha muito medo do que estava por vir, que era Silval Barbosa. Eu tinha muito medo, Mauro também tinha medo. Nós não conseguimos, perdemos a eleição”, lembra o vice-governador.

 

Pivetta seguiu citanda a gestão do ex-governador Silval Barbosa (sem partido), que foi investigado por escândalos de corrupção durante sua passagem no Palácio Paiaguás e deu a entender que o mesmo cenário pode ocorrer novamente no Estado caso sua chapa perca as eleições.

“É muito recente. É importante que a gente lembre. Isso pode vir a acontecer, espero que não. Nós tentamos, desde 2010, evitar que isso acontecesse. Não conseguimos. Agora em 2018 foi a nossa vez”, disse.

Em seu discurso, gestor ainda lembrou que a gestão Mauro Mendes (União) assumiu um Estado cheio de “esquemas” e que a atual administração recuperou Mato Grosso.

“Encontramos um Estado com tremendas dificuldades que todas sabem e eu aceitei fazer chapa junto com Mauro com o objetivo de colocar Mato Grosso de volta para as mãos da sociedade. O Estado estava capturado por esquemas, concessões e privilégios fiscais. Nós, sob a liderança de Mauro conseguimos colocar os estados no trilho”, finalizou.

Fonte:https://www.gazetadigital.com.br/editorias/politica-de-mt/