PL pede cassação de mandato de Sérgio Moro, e ex-juiz rebate: ‘Maus perdedores’

0
53

Partido alegou possíveis irregularidades nos gastos de campanha do senador eleito, que nega acusações e garante lisura da candidatura

Partido Liberal (PL) deu entrada a um pedido de cassação de mandato contra Sérgio Moro (União Brasil), eleito senador pelo estado do Paraná nas eleições de 2022.

 

A ação encaminhada à Justiça Eleitoral corre em sigilo, mas informações obtidas pelo Estadão indicam que o diretório do Paraná do partido é o responsável pela petição, que questiona possíveis irregularidades nos gastos de campanha.

 

Anteriormente, o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) havia questionado as contas de Mor após encontrar inconsistências e omissões. Fontes ouvidas pelo jornal indicam que o objetivo do partido é ficar com a vaga de Moro no Senado e que medida foi aprovada por Valdemar Costa Neto, líder da legenda.

 

Durante as eleições de 2022, Sérgio Moro apoiou a candidato de Jair Bolsonaro, um dos principais representantes do PL, inclusive acompanhando o presidenciável em debates. O ex-juiz foi eleito com 33,82% nas eleições.

 

O segundo colocado foi Paulo Martins, filiado ao PL que conquistou 29,12% dos votos.  Em resposta nas redes sociais, Moro escreveu: “Soube pela imprensa que Fernando Giacobo, Presidente do PL/PR, e PauloMartins, segundo colocado nas eleições paranaenses, ingressaram com ação buscando cassar meu mandato de Senador. Anote esses nomes. Maus perdedores que resolveram trabalhar para o PT e para os corruptos.

 

Da minha parte, nada temo, pois sei da lisura das minhas eleições. Agora impressiona que há pessoas que podem ser tão baixas. O que não conseguem nas urnas, tentam no tapetão”, indicou.