Primeira-dama doa 3 mil cobertores para famílias em vulnerabilidade social

    0
    156

    Da Redação – Fabiana Mendes Foto: Reprodução / Prefeitura de Cuiabá

    Primeira-dama doa 3 mil cobertores para famílias em vulnerabilidade social
    Com a chegada da primeira frente fria em Cuiabá, a primeira-dama Márcia Pinheiro anunciou que irá doar três mil cobertores às famílias em vulnerabilidade social. A pauta foi abordada durante videochamada, na última quinta-feira (7), com alguns líderes comunitários. Na ocasião, ela se colocou à disposição em eventual apoio social necessário durante essa crise de pandemia. A reunião virtual foi intermediada pelo secretário Adjunto de Relações Comunitárias, Jonail da Costa.

    “Essa ação é sempre recorrente quando o frio chega e vamos atender a solicitação das comunidades com maior necessidade afim de ajudar àquelas pessoas que precisam se proteger. Além disso estamos conversando com os líderes e averiguando quais outras necessidades que podemos contribuir para o melhor daqueles menos favorecidos”, disse.

    A primeira-dama também chamou a atenção para os casos de violência doméstica e familiar que têm aumentado durante esse período de quarentena. Segundo o secretário Jonail, os líderes comunitários têm papel importante nessa questão devido a proximidade residencial entre os moradores para então monitorar eventuais casos de agressão.

    “Os presidentes de bairro têm contato direto com a comunidade, então geralmente quando acontece essas situações um vizinho ou outro acaba falando com o presidente. O que falta as vezes é alguma referência para repassar as informações junto as autoridades”, contou.

    Ainda durante a videochamada, a primeira-dama reforçou a criação da Secretaria Municipal da Mulher e atuação da prefeitura conjunto com as demais instituições na criação da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica de Mato Grosso.

    “Nós pedimos a atenção dos líderes comunitários para nos ajudar a identificar esses casos para que as instituições, assim como nossa inédita secretaria e as demais, possam chegar ao um plano de ação uma vez com esse caso sendo identificados”, concluiu.