Secretária diz que extinção de Parque prejudica imagem de MT

0
38

A secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Mauren Lazzaretti, afirmou que a possível extinção do Parque Estadual Serra Ricardo Franco, em Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a oeste de Cuiabá), poderá prejudicar a imagem de Mato Grosso internacionalmente.

 

O Decreto Legislativo que visa a extinção foi retirado de pauta nesta quarta-feira (11) após um acordo entre a Assembleia Legislativa (ALMT) e o Ministério Público de Mato Grosso (MPMT).  Segundo a chefe da Sema, a possibilidade de por fim ao parque também prejudicaria o setor produtivo do Estado, já que o mercado mundial evita comprar de regiões que não preserva o meio ambiente.

 

“Acredito que a melhor solução seja de fato rediscutir, avaliar, preservar aquela área [ Parque Ricardo Franco]. Ela tem importantes ativos ambientais que precisam ser conservados. Então a solução mais acertada para o estado de Mato Grosso é discutir de forma qualitativa soluções colocando todo mundo na mesa”, disse Mauren, nesta quinta-feira (12) durante a reunião ordinária da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema), em Cuiabá.

 

A secretária parabenizou os deputados estaduais pela retirada de pauta e abertura do diálogo com o MP e os produtores da região. Para ela, a discussão com todos os envolvidos trará resoluções efetivas para o tema e evitará judicializações sobre o Parque estadual. “Essa rediscussão dos limites, a colocação de todas as informações que nós temos seja mais acertada”, elogiou.

 

Mauren também elogiou o estudo feito pela Assembleia ainda em 2017, quando a proposta do Decreto Legislativo surgiu. Seguno a secretária, o estudo converge em parte com o que foi apresentado no plano de manejo realizado que está sendo avaliado pela secretaria.

 

“Retirando ou mantendo áreas produtivas, rediscutindo e avaliando, inclusive áreas que estão preservadas e que estejam próximas pra que esse limite seja rediscutido”, completou.

 

Mauren se colocou à disposição da Assembleia e do MP para um novo projeto que seja constrído e apresentado para beneficiar o meio ambiente e o setor produtivo.

 

A previsão é que a primeira reunião para rediscutir o Parque Estadual Ricardo Franco aconteça na próxima quarta-feira (18) na sede do Ministério Público de Mato Grosso.

Fonte: https://www.gazetadigital.com.br/editorias/politica-de-mt