Veja lista de donos de caminhões multados pelo ministro Alexandre de Moraes

    0
    42

    Proprietários participaram de atos antidemocráticos que contestam o resultado das eleições

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, aplicou multa de R$ 100 mil aos proprietários de 177 caminhões que participaram dos atos contra os resultados das eleições, em Mato Grosso, durante o mês de novembro – veja lista no final da matéria. A decisão é desta quarta-feira (07) e o valor foi aplicado a cada veículo utilizado.

    As manifestações que pedem a intervenção das Forças Armadas em prol do presidente Jair Bolsonaro (PL), que perdeu para Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no segundo turno das eleições, são consideradas antidemocráticas pelo ministro.

    Segundo a decisão, a multa de R$ 100 mil deve ser aplicada para cada veículo utilizado nos atos, que aconteceram durante todo o mês passsado em Mato Grosso. Assim, se um proprietário participou com mais de um veículo, ele deve receber a multa por cada meio de transporte utilizado nos atos.

    Algumas das empresas multadas já haviam tido as contas bloqueadas pelo ministro em novembro deste ano.

    Moraes atendeu a um pedido do procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, para endurecer as medidas contra os apoiadores de Bolsonaro.

    Segundo o pedido de Borges, os 177 caminhões vieram do norte de Mato Grosso e se dirigiram para Cuiabá no dia 06 de novembro, com o objetivo de montar acampamento em frente às unidades do Exército em Mato Grosso.

    O comboio se deu depois da desmobilização do primeiro bloqueio às rodovias federais e estaduais mato-grossenses, na primeira semana depois das eleições, que deram vitória a Lula.

    A lista de caminhões foi levantada pelo serviço de inteligência da Polícia Rodoviária Federal. Segundo o órgão policial, diversos veículos pertencem aos mesmos proprietários (pessoas físicas ou empresas). Essas pessoas, segundo a investigação da PRF, não se conformam com os resultados das eleições e organizam os atos.

    Além da multa, Moraes determinou a indisponibilidade dos 177 veículos usados nos atos, impedindo o proprietário de usar o veículo para transações financeiras.

    O ministro também determinou que a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Polícia Civil, todas no âmbito de Mato Grosso, para trazer informações detalhadas sobre os veículos utilizados nos atos com a identificação dos proprietários e qualificação pessoal (profissão, idade, empresas).

    Na mesma decisão, o ministro Alexandre determinou o afastamento do prefeito de Tapurah, Carlos Alberto Capeletti (PSD), por incentivar atos antidemocráticos.

    Lista de veículos por proprietário e quantidade usada em atos:
    – Sipal Indústria e Comércio Ltda. – 8 caminhões
    – Alexandro Lermen – 7 caminhões
    – Argino Bedin – 4 caminhões
    – Evandro Roberto Cortezia – 4 caminhões
    – Transportadora Lermen Ltda. – 4 caminhões
    – Trans Transportadora Valmir Ltda. – 4 caminhões
    – Banco Rodobens S.A. – 3 caminhões
    – Dalila Lermen Eireli – 3 caminhões
    – Evandro Bedin – 3 caminhões
    – Pagon Transportes Ltda. – 3 caminhões
    – Transp. Batista Duarte Ltda. – 3 caminhões
    – Assis Claudio Tirloni – 2 caminhões
    – Cerâmica Nova Bela Vista Ltda. – 2 caminhões
    – GO Ferreira Junior Serviços e Transport. – 2 caminhões
    – Mademari Ind. e Comércio de PVC Ltda. – 2 caminhões
    – Master Log Ltda. – 2 caminhões
    – MZ Transportes de Cargas Ltda. – 2 caminhões
    – Potrich Transportes Ltda. – 2 caminhões
    – Sepex Distribuidora Ltda. – 2 caminhões
    – Transp. Batista Duarte Ltda. – 2 caminhões
    – Transportes Botuvera Ltda. – 2 caminhões
    – VGS Transportes – 2 caminhões
    – Outras empresas ou pessoas físicas (CPFs) – 109 caminhões

    https://www.midiajur.com.br/justica